Um bom “relacionamento”

 

Se não há alegria maior quando adquirimos nossa máquina nova, para galgarmos as estradas mundo afora, essa alegria fica um tanto “amarelada”, na hora de repormos as peças mais importantes para nossa “fiel companheira”.

Depois de alguns milhares de kms percorridos, os pneus já se desgastaram e colocam em risco nossa integridade física, pois estão mais vulneráveis à furos, falta de aderência, aquaplanagem, além de nos sujeitar a multas.

Da mesma forma os freios tem seu limite de utilização, sejam eles de lonas ou de pastilhas simples ou especiais para ABS. Normalmente seguem o mesmo tempo de vida útil dos pneus, mas tudo depende da forma que utilizamos as motos.

Outro item de suma importância é a relação coroa-corrente-pinhão. Dessa regra estão isentos aqueles que optaram por motos com tracionamento por eixo cardã, que apenas exige trocas de óleos a tempos determinados, ou por correias dentadas, de maior duração.

Manual Ttransalp

Por mais incrível que possa ser, esse trio de obrigações costumam chegar com muita frequência “na mesma época”. Isso pelo motivo de alguns itens poderem se desgastar mais demoradamente, caso específico da transmissão.

A moto oficial do Portal D Moto foi um exemplo dessa situação. Com exatos 35.000km teve sua terceira troca de pneus e pastilhas de freios, e a primeira troca da relação corrente-coroa-pinhão.

A primeira providência foi a cotação de preços e encaminhamos a Transalp para a concessionária Honda, para essa finalidade.

Pneu Pirelli  ou Metzeller = 130-90-17 = R$ 1.284,00

Pneu Pirelli  ou Metzeller = 100-90-19 =  R$ 920,00

Jogo de pastilhas (três peças) = R$ 1.110,00 + R$ 250,00 mão de obra para troca e limpeza

Kit transmissão “original” = R$ 1.260,00 + R$ 200,00 mão de obra para troca

Total das peças =  R$ 4.574,00

Mão de obra = R$ 450,00

Custo final = R$ 5.024,00

Manual Transalp

 

Evidentemente recorremos à Internet e a todas as lojas de acessórios que nos foi possível, para encontrarmos uma equação economicamente mais viável e conseguimos um outro orçamento para as mesmas peças: 


*Pneu Metzeller Tourance 130-80-17 = R$ 336,80 + R$ 20,39 de frete (internet)

*Pneu Metzeller Tourance  100-90-19 = R$ 310,00  (instalado) (loja do marquinhos)

*Jogo de pastilhas (três peças) = R$ 149,70 + R$ 16,19 de frete (internet)

*Kit transmissão ““Riffel + EK” = R$ 790,00 (corcopin)

*Total das peças = R$ 1.623,08

*Mão de obra para instalação das peças = R$ 150,00

CUSTO TOTAL = R$ 1.723,08


Optamos pela segunda alternativa e conseguimos ter de volta nossa Transalp para ser rodada, já no dia 01/01/2016. Agora era hora de testamos nosso novo equipamento instalado.

O primeiro passo foi “esfolar” os pneus novos de forma cuidadosa, percorrendo pelo menos uma centena de quilômetros em estrada asfaltada regular. É muito comum escorregões cinematográficos logo após a instalação de pneus novos em motos, antes de serem “lixados” no asfalto.

Da mesma forma não se podia abusar da pilotagem, pois as novas pastilhas, a Italiana Potenza feitas num misto de kevlar com fibra de carbono precisava se adaptar nos discos usados, já com alguns “vícios” anteriores. Só após bem mais de 100km não os sentimos “emborrachados”.

O kit de transmissão também deve passar por um teste preliminar, já que formam um conjunto que deve trabalhar de forma harmoniosa. Enquanto o pinhão e a coroa foram fabricados pela Riffel, a corrente é a famosíssima no mundo todo: EK CHAIN (japonesa). O ideal é reajustar o conjunto com cerca de 1000km percorridos.

Ficaram curiosos com o desempenho da moto? Então acompanhe nossas primeiras matérias feitas em 2016, já testando todo esse conjunto instalado.

veja mais aqui mais fotos desta matéria


CRÉDITOS


Fotos e Edição: Marcos Duarte 

conheçam também:

VIDEOS YOUTUBE

FOTOS DO FLICKR

FOTOS 360º

Deixe um comentário

comentários

Jornalista, advogado e editor do Portal D Moto, já foi colaborador da Revista Moto Adventure e do Portal Damas Aladas, trazendo imagens e textos dos mais diversos segmentos do motociclismo, já que pilota há mais 44 anos.

Deixe um comentário