PIEDADE = Caminho das Águas

 

Um dos passeios mais agradáveis em Piedade é conhecer o Caminho das Águas, uma mistura de restaurante exótico, produtor de massas caseiras e criadouro de camarão. Isso mesmo: camarão da Malásia. O lugar fica entre o centro da cidade e Barragem de Itupararanga, por um acesso em terra de exatos 4 km.  

Represa

Para os que não estão com motos apropriadas, basta um pouco de boa vontade para se chegar ao local, já que o trajeto é todo em terra batida e não há nada difícil para o piloto. Evidentemente que as “speeds” sofrerão, mas as “custom” e as “streets” chegarão sem problema algum, desde que o piloto siga com cautela.  

 

CONHEÇA PARTE DO CAMINHO 

 

Mudas

Como vocês viram, o local é um pouco de tudo, mas tudo de bom. Trata-se de uma fazenda especializada na produção do Camarão da Malásia, mas também produz massas caseiras, mudas de plantas, hortaliças e alevinos. Há uma estrutura muito bem montada para receber o visitante, que acaba se integrando com natureza em qualquer circunstância.

 

Banner

Uma coisa devemos saber e eles deixam claro na entrada que diz mais ou menos isso: “Não tenham pressa de se alimentar. Enquanto vocês vão conhecendo tudo nós vamos preparando a refeição da melhor maneira possível”. E olha que essa promessa é dívida. Pedem, ainda, que aproveitemos o lugar para exercitar o corpo.

 

estufa

Não se paga nada para entrar ou visitar e a recepção é sempre cordial. Pode-se visitar as estufas onde são criados os camarões da Malásia; os tanques a céu aberto; os aquários de engorda, as trilhas, os lagos, os viveiros, etc. Só o estacionamento que é um horror, mas quem sabe com o tempo eles cuidarão desse detalhe também. 

 

jabuticabeira

O ambiente é agradabilíssimo e com muito verde para todo o lado. Chegamos a tomar nossa refeição sob uma frondosa jabuticabeira carregada de suas frutinhas deliciosas. A sobremesa poderia ser apanhada no pé, a centímetros da nossa mesa. Por falar em mesas, essas parecem aquelas das tabernas dos filmes, em madeira maciça, super pesada.   

quiosques

São muitos os quiosques espalhados pelo imenso parque, todos rodeados por lagos, palmeiras, e jardins floridos e precisamos dar uma trégua aos funcionários quando nos servem, já que praticamente “viajam” para levar e trazer as guloseimas nas mesas mais distantes, sempre com a maior cortesia e dedicação.

 

refeição

A melhor pedida para uma refeição no Caminho das Águas é o produzido ali mesmo. Escolhemos um arrozinho branco com batata palha e uma generosa porção de camarão da Malásia ao molho branco e espinafre. Veio bem servido num prato original e “pelando” de quente. Uma gostosa limonada, como nos sítios, foi nosso acompanhamento. 

 

massas

Se desejar o visitante ainda pode levar desse oásis gastronômico, muitos produtos preparados lá e já acondicionados para viagem. Massas caseiras, alguns tipos de conservas e o tradicional camarão são embalados em recipientes especiais para a comodidade do cliente. Não deu para resistir e acabamos trazendo algumas massas mistas e camarões, evidentemente.  

ribeirão

A fazenda faz parte da Mata Atlântica e mantém uma trilha ecológica que segue o ribeirão Tanguá. Essa parte da fazenda costuma receber estudantes de várias cidades e grupos de aventureiros. Em dias movimentados o Caminho das Águas costuma manter monitores trainados que acompanham o visitante, explicando a função de cada um dos tanques a céu aberto e da estufa no processo de criação  

quiosques

Outra vocação da fazenda é ministrar cursos e treinamentos sobre o cultivo do camarão, repassando tecnologia e fornecendo insumos e camarões recém nascidos para serem cultivados em pesqueiros. Para essas palestras especiais foram criadas algumas salas de aula encravadas no meio da mata, com toda a estrutura necessária.

 

trilha

O Caminho das Águas está aberto todos dos dias das 9 as 16 horas, mas tomem cuidado, nem sempre eles podem aceitar cartões de crédito, débito ou cheques, pois os sinais para a transmissão de dados muitas vezes não é possível. Então é melhor ir prevenido com algum dinheiro no bolso, mas não precisa se preocupar tanto, os preços estão dentro da média.  

barragem

Chegar até o Caminho das Águas, por si só já nos dá muito prazer, principalmente nos poucos quilômetros de terra batida, já que passamos em lugares muito lindos. Ziguezaguer com a moto entre colinas e o verde da mata, respirando ar puro e natureza não tem o que pague. A tristeza maior é ter que voltar. Veja mais sobre Piedade: Trilhas e cachoeiras. 

UM GIRO 360º

 

 

 

Agora é aproveitar a oportunidade: Moto, estrada e boa comida. Receita infalível.  

____________________________________________________________________________________________________

CRÉDITOS

____________________________________________________________________________________________________

Texto e fotos: Marcos Duarte

Mais fotos: CLIQUE AQUI

  

Deixe um comentário

comentários

Jornalista, advogado e editor do Portal D Moto, já foi colaborador da Revista Moto Adventure e do Portal Damas Aladas, trazendo imagens e textos dos mais diversos segmentos do motociclismo, já que pilota há mais 44 anos.

5 Comments

  1. Tiago Tavares disse:

    Eu quero comprar os filhotes de camarão Malásia quanto custa

  2. Carlos Eduardo disse:

    Boa tarde. Eu conseguiria adquirir com os senhores algumas matrizes?
    Sou de São Paulo capital. CEP 05366000
    Passe-me o passo a passo para o curso é o valor dos pós larvas e matrizes.

    Antecipadamente.

    • Marcos Duarte disse:

      Olá Carlos Eduardo. Somos apenas uma revista eletrônica que fez uma matéria no local. Aliás, estivemos lá há um mês atrás aproximadamente e eles pararam com tudo. Tudo vazio. Frequento o lugar há muitos anos e apreciava muito a comida deles, mas, pela informação de um funcionário eles não vão mais trabalhar com a estufa dos camarões da malásia e pretendem reabrir só o restaurante. uma pena. Se você for de São Paulo, ligue ou vá até o lugar, acho que eles passariam todas as dicas, são pessoas muito boas.

      • Carlos Eduardo disse:

        Entendo, e antecipadamentelhe agradeço a atenção e aproveite para perguntar se por acaso o senhor tem o telefone deles para eu poder matar várias dúvidas quanto a criação de camarão. Muito obrigado.

Deixe um comentário